Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 21 de agosto de 2010

O amor é dessas coisas que ocupa espaço

Seu olhar ocupa espaço
Feito coisas materializadas,
Seu sorriso ocupa espaço,
Feito coisa feita.
Tudo que vem de você
Está em mim ocupando espaço
Feito coisa abstrata
Que acima de tudo ocupa espaço.
O amor é dessas coisas que ocupa espaço,
Prova disso é que não cabe outro amor
No meu coração, prova de que esse amor
Ocupa espaço é esse conteúdo desse mesmo sentimento
Que me completa por dentro e por fora
E me envolve por fora de maneira tão compacta
Que fico assim sem saber
Onde sou eu onde é você em nós que nos amamos
Tanto... e absorvidos um no outro.
O que não ocupa espaço no mundo
Ocupa espaço no abstrato, e o amor é dessas coisas.

Saulo Menezes Castro
J.Nunez

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

LIXO IMPORTADO DA INGLATERRA

A MÉTRICA IMPARCIALISTA DE OCTÁVIO GUERRA ESTÁ NESSE POEMA DE ENGAJAMENTO SOCIAL:

LIXO IMPORTADO

1)Lixo europeu para nós
2)Descendentes dos excluídos lá,
3)Para nós filhos áfrica,
4)Para nós os latinos,
5)Para nós os selvagens,
6)Filhos de padres tarados,
7)Filhos bastardos de senhores de engenho,
8)Para nós os mestiços,
9)Para nós sem lugar,
10)Para nós sem origem,
11)Para nós os filhos da puta,
12)Para nós expurgo social,
13)Para nós os filhos
14)Da ganância, da expansão marítima...
15)Para nós os filhos
16)Da guerra que fazemos,
17)Para nós os filhos
18)Do preconceito, do medo...
19)Para nós os filhos
20)De uma causa perdida,
21)Filhos da presunção cristãos,
22)Filhos do estupro cultural,
23)Filhos da liberdade forçada
24)Por eles os europeus,
25)Filhos das segundas intenções
26)E de mentira histórica.

27)Nós somos um povo que está começando a existir com tal.(Livre)

28)Eu pergunto a você,
29)Porque não nos respeitam...,
30)Será que nós ainda
31)Agimos feitos europeus colonos,
32)Será que nós não
33)Assumimos nossa pátria Brasil,
34)Será que nós não percebemos...
35)Somos povo formado por:
36)Asiático fugido da guerra,
37)Europeus fugindo da fome,
38)Judeus, cristãos novos, hereges
39)Fugindo da inquisição católica.
40)Não damos conta ainda
41)Que somos a África,
42)Que somos a Europa,
43)Que somos os Índios,
44)Somos dono da terra,
45)Somos patria do mundo.
46)É assim que somos
47)Um povo que nasceu
48)No berço da humanidade.
49)Um povo que mostra
50)Que raça não existe.
51)O que sempre existiu
52)Foi maldade no coração
53)E dela fomos vítima.

Octávio Guerra
J.Nunez



Fonte: http://www.webartigos.com/articles/21884/1/LIXO-IMPORTADO--OCTAVIO-GUERRA/pagina1.html#ixzz0xKKnam6O



Lixo 'importado' da Inglaterra continua no RS, diz Receita
Falta de contêineres seria motivo para demora no embarque dos resíduos.
Parte do lixo que estava em Rio Grande e Santos já foi enviada à Europa.
Cerca de 144 toneladas de lixo que foram trazidas da Europa permanecem na Estação Aduaneira de Caxias do Sul (RS). O material está no local desde o dia 15 de abril. A explicação para a demora no embarque dos resíduos de volta para a Europa seria a falta de contêineres.
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) determinou que o material fosse retirado do local e enviado novamente para a Inglaterra pela empresa MSC Mediaterranean Shipping Company do Brasil, responsável pela importação indevida do lixo. Além da MSC, a empresa Alfatec seria responsável por fazer o transporte terrestre até o porto.
saiba mais
Navio com lixo importado deixa porto do RS PF investiga despejo de lixo vindo da Europa nos portos do Brasil Ministro acompanha embarque de lixo ilegal no Rio Grande do Sul Em 2008, Brasil importou 175,5 mil toneladas de lixo Receita Federal investiga envio de lixo a porto do RS
--------------------------------------------------------------------------------


A MSC teria até o dia 17 de agosto para enviar o lixo de volta, mas o material continuava no local até esta terça-feira (25).
Após a descoberta do lixo, o Ibama aplicou uma multa à empresa no dia 7 de agosto. O Ibama não informou se a multa foi paga, mas ainda de acordo com o órgão, a empresa pode entrar com recurso até 20 dias após o vencimento da multa, que seria dia 17.
A Receita Federal em Caxias do Sul acompanha o caso. O fiscal Gilberto Klein informou que o órgão não tem como influenciar nos prazos para a devolução do material à Inglaterra, já que as empresas devem negociar diretamente com o Ibama.
Segundo o Ibama, outra parte do lixo importado que estava nos portos de Rio Grande (RS) e de Santos (SP) já foi devolvida à Inglaterra.
Funcionário da MSC, Daniel Arsi informou ao G1 que a empresa não vai se pronunciar sobre o caso. Os advogados da Alfatec não foram localizados.



(*com informações do Jornal O Pioneiro)

Leia mais notícias de Brasil

A música de Mozart

Ave de rapina

Sou um solitário entre quatro paredes,
Mas o meu espírito é ave de rapina,
Habita os mais altos montes.
Acostumada aos elevados ares,
Baila imóvel á musica de Mozart.
Quando escuto á musica ,
Não sou de carne e osso, sou a extensão
Ou a própria música que me trás de volta
A esta altura onde respiro arte.
Sou um solitário entre quatro paredes,
E todos os prazeres,o que me trás deleito
É somente o teu corpo,
Teu sorriso suave feito brisa matutino,
Depois, a noite clara, o dia chuvoso e frio,
O sol que se põe incansável de sua rotina
E a sombra fria ao pé do riacho.
Não penso voluntariamente,
Não espero nem um Messias,
Nem salvação alguma, pensar é suspeitar,
É perder á base sólida da teoria, acreditar
Vale tanto como uma vela acesa na mão de um homem cego
É preciso ter fé , mas a mesma luz que ilumina o caminho
E a mesma luz que cega ,
Porque vem contra tudo que se acreditou até agora .
Tenho espírito de ave de rapina ,
Fujo sempre da companhia dos homens ,
Porque necessito os altos ares onde posso respirar
Arte, e sentir mais do que pensar ,e sofrer
As dores do homem e nunca compartilhar,
Ou ter sua alegria, no entanto, não compartilhar
Porque esta alegria é passageira,
As vezes me pego com grande descontentamento
Compartilhando as migalhas de alegrias
Com esse corações diferentes do meu, satisfeitos com tudo.
Quando dou por mim,
Já bati asas, fui buscar os ares de onde vejo mais....,
E respiro arte.
Esta vaidade me têm feito errar o caminho,
É luz que me cega....

Herminio Vasconcelos
J.Nunez 18-09-03

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Redundâncias

21.07.2010
Redundâncias

É redundância encarar de frente,
Porque não se encara de costa
A não ser quando ela passa com seu rebolado.
É redundância encarar de frente,
Porque não se encara de lado
A não ser quando eu a observo displicente.
É redundância encarar de frente,
A não ser quando esse encarar de frente
Não é conotativo, logo abstrato.

Eu a encaro de frente denotativo,
Eu a encaro de frente embobado,
Eu a encaro de frente seduzido....
Eu encaro a frente, o lado, a trás...
Eu não sei como não ser redundante
Quando te vejo...
E cometo muito mais que erros gramaticais

Salomão Alcantra
J.Nunez
http://literaturaimparcialista.blogspot.com/

J.Nunez

J.Nunez esse sou eu

J.Nunez é o escritor de o imparcialismo, os catorse poetas são pseudônimos de J.Nunez. Meu nome de´nascimento, não posso dizer de Batismo porque não sou batizado, é JOSÉ NUNES PEREIRA e que também é um dos meus pseudônimos. O poeta das dores clássicas.

MOVIMENTO LITERÁRIO

MOVIMENTOS LITERÁRIOS
30/01/04

Os Movimentos literários são escrito por muitos poetas, esse não é o caso
do mivimento literário IMPARCIALISMO, esse movimento é escrito por um
único poeta e escritor, J.Nunez que escreve e publica com seus catorse poetas ou pseudonimos. O POEMA QUE ESCRITO LOGO ABAIXO foi escrito
pelo poeta IMPARCIALISTA Salomão Alcantra.
pesquise: IMPARCIALISMO.

Coloquei um sorriso em minha cara de pedra, inventei um sentimento para o meu peito de ferro, sorri com canto direito da boca, porque assim me faz charmoso, e também faz transparecer o cinismo, o desprezo, o orgulho, o deboche e a auto-suficiência.
Nunca me faltou o propósito de ser.
Com a boca inteira, sorri um sorriso largo, pareci mais alegre, mais amigo, mais confiante, mais tolerante.
Cumprimentei de modo a me fazer mais interessante.
Abracei muito pouco, beijei muito pouco, poucas vezes fiz alguém chorar de alegria, talvez fiz que chorassem mais por tristeza, fiz poucos amigos e nem um inimigo, talvez fossem melhor ter feito inimigo, e reconciliados com eles, do que ter feito poucos amigos; não fui tão humano para tal feito.
Dei poucas esmolas, pedi muito e agradeci pouco, sorri pouco, quase não chorei, quase não amei, poucas vezes senti saudade, muitos vezes fui infeliz sem motivo, fiquei furioso sem razão aparente, quis sofrer para me lembra que tenho um coração, abracei, beijei e estendi as mãos, mais por cerimônia e cordialidade que por amor e amizade, quando eu quis chorar não consegui, ou não sabia mais, a vida já havia me moído por dentro, e secado o meu peito.
Muitas das minhas palavras ocas foram ditas porque eram propícias ao momento, por isso vazias de sentimentos.
Muitos dos meus abraços e promessas foram atoa, igual aos abraços e promessas dos bêbados.
Já tive outros olhos para este Cristo crucificado acima da cabeceira de minha cama, neste tempo abracei o mundo com amei do crucificado.

Salomão Alcantra
J.Nunez 07/02/04

EXCLUSÃO SOCIOECONÔMICA

13.08.2010

Bandido não sai de férias
Fim de ano, natal, reveillon saída temporária,
Nada disso segura um ladrão.
Bandido não tem sossego
A qualquer hora pode ser pego,
A qualquer momento levar uma bala,
Bandido não tem lazer,
Praia, nem pesar...
Bandido não sai dá tocaia
É loucura andar displicente numa tarde de sábado,
Uma vacilada em seu mundo de cão...É pedir para morrer
O juiz que me condenou está lá do outro lado do mundo, tirou férias...
O policial que me buscou e prendeu está com seus filhos na casa da avó,
O professor, o velho professor que não cansa de dizer:
_ O crime não compensa...
Esta lá nas lindas praias do nordeste tomando água de coco...
O médico que tirou a bala de perna de minha perna,
Está lá com sua esposa e seus filhos esperando a virada do ano.
O carcereiro, esse que não se vende, olha o relógio e vai embora....
E talvez não precise nunca mais voltar aqui...
Errei outras vez, a sociedade não me dará uma chance de redimir,
Depois que eu sair daqui, ainda estarei preso, agora pela exclusão
Que me levará outra vez ao crime e outra vez a prisão,
E assim, de certo modo, somos todos vítimas
Dessa injusta divisão de renda que exclui meninos pobres
E os deixam nas mão do crime...

Octávio Guerra
J.Nunez

no texto ocorre a palavra: CÔCO ou COCO?

A palavra "coco" (o fruto do coqueiro) se escreve assim, sem acento, pois não se acentuam as paroxítonas terminadas em "o", como toco, lobo, fogo, soco, jogo, coro, bolo, tolo e bobo.

Lindas garotas em tudo...

16.08.2010
As lindas garotas e eu


A linda garota da pesquisa,
A linda garota frentista,
A linda garota balconista
E muitas outras garotas em tudo.

Por que se coloca garota bonita em todos os lugares,
Isso é um desrespeito com as lindas garotas,
Com os homens e com as mulheres,
Será que precisamos de mulheres lindas em tudo,
Será que não somos responsáveis o suficiente
Para respondermos as pesquisas sem que uma garota bonita,
Que muitas vezes tem idade para ser nossa filha,
Nós leve a fazer muitas coisas
Que é de nossa responsabilidade e de nosso cotidiano.
Garotas bonitas é apenas uma condição humana e transitória,
Elas não deveriam ser tratadas como uma extensão das coisas,
Dos objetos, das pesquisas, das vendas e das publicidades.
Os cientistas colocam átomos em tudo,
E o capitalismo coloca garotas em tudo...

Precisamos de garotas e insinuações sexuais em tudo,
Agora as mulheres estão sendo estimuladas a fazer a coisa
Com essa mesma estratégia que antes era usado apenas para homens,
Agora as mulheres são independentes socialmente, financeiramente
E sexualmente e nisso elas são iguais aos homens,


Apesar de a psicologia dizer que as mulheres não se estimulam com o visual,
Acho que na verdade faltava liberdade e oportunidade
Para que essas mulheres fossem estimuladas visualmente...
E isso as torna muito mais imitação dos homens.
Isso são frutos do capitalismo, da industrialização
E da nossa libido desassociada naturalmente de sentimentos nobres.
Não preciso de garotas bonitas me induza a fazer alguma coisa,
Me respeitem, por favor, respeitam essas garotas,
Somos muito mais que essa libido sexual desligada da consciência
E da consideração humana.

Salomão Alcantra
J.Nunez

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Globalização e visão holística

Visão holística e globalização

Como desassociar a globalização da visão holística da vida, não temos essa intenção, porém podemos observar que ambas podem caminhar paralelamente ou se integrar um com a outra tornando se um coisa só.
A visão holística da vida a é muito mais romântica que a visão de mundo globalizado, a holística é uma realidade de alma de condição humana e processo de vida, a visão globalizada possui a frieza do capitalismo, o olhar deslumbrado sobre a modernidade a falta de alma e coração que há nos interesses econômicos .
A visão holística não é coisa nova e muito menos exclusivamente nossa, ela está em todas as culturas primitivas do mundo, e está ligada diretamente a nossa condição de homem naturalmente primitivo,com nossas características biológica, psicológica e emocional. Certamente a prática consciente de uma vida holística está associada à cultura indígena primitiva, nela encontramos o homem integrado a natureza e a espiritualidade, essa integração é tão perfeita que não existe fronteira entre os mundo espiritual e o material.
A visão holística que é implantada nas empresas é um olhar positivo sobre a vida e o homem, porém, essa visão necessita e de sinceridade, para que não caia na falsa consideração humana e torna é olhar consciente de si e da vida mais um recurso para praticarmos desumanidade mascarada pela falsa boa intenção, foi assim que erramos o caminho quando usufruímos erroneamente de nossa maravilhosa caridade cristão. Esse olhar romântico sobre a vida moderna é perfeitamente possível.

J.Nunez

MONIMENTO LITERÁRIO IMPARCIALISMO

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA