Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 1 de janeiro de 2011

FOTOPOEMA, FOTOPOÉTICA, FOTOCONTEXTO....

FOTOCONTEXTO NA LITERATURA IMPARCIALISTA :

É a intertextualidade e a contextualização da imagem com o texto, essa maneira de realizar a literatura é reflexo da tecnologia que atualmente busca resumir em um único objeto de consumo múltiplas funções ( celular que é maquina fotográfica, radio, computador etc) é também o reflexo da nova didática com base na lingüística, que busca as muitas possibilidades de leituras e as múltiplas possibilidades de expressão e linguagem.
A contextualização e a intertextualidade na Literatura Imparcialista respeita essas muitas possibilidades de leitura, por essa razão a leitura que o poeta realiza sobre a figura está sujeita ao texto impresso sobre essa imagem. A leitura que o poeta faz sobre a imagem é apenas uma leitura que se faz diante de um fato, essa leitura pode ser modificada em outras situações que outro texto traz.
A contextualização e a intertextualidade fotografia e texto literário é uma possibilidade de expressão poética de nossa Era da Informação. Nessa associação de texto com a imagem há uma doação de significado e contexto, há uma intensificação da poética tanto no texto quando na imagem.
Essa associação leva os leitores a interpretações muito próximas. São inúmeras as possibilidades de associações texto e imagem, assim se realiza o possibilismo da literatura imparcialista e de nosso tempo; esse tempo em que não seguimos vocações e sim possibilidades de sucesso, o reality show é o maior exemplo desse possibilismo de nosso tempo.
O fotopoema que é a junção da poesia escrita com a imagem já é muito bem aceita e praticada pelos poetas. Os poetas imparcialistas também praticam essa interação de linguagem que levam a contextualização da imagem na poesia, e a um maior abarcamento de sentido ao texto literário.

J.Nunez

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo Cidade de Marília

Luta e sonho

A nossa luta inicia no sonho de vencer,

Não existe outro caminho,

Senão esse que iniciamos todos os anos,

Essa estrada feita de sonhos, esperança e fé.

Sem esses pensamentos positivos

Não teríamos motivos para iniciar um novo ano,

Muito menos para essa dádiva que é viver.

Sonharemos a dois, sonharemos a sós,

Sonharemos entre amigos, sonharemos entre os nossos,

Sonharemos um país, sonharemos um mundo melhor...

Lutamos porque temos sonhos de vencer,

Lutamos porque temos fé que podemos vencer,

Lutamos porque temos esperança de vencer,

Sonhamos porque a luta se inicia

No sonho, na esperança e na fé

De que haverá dias melhores.

Sonhamos porque sabemos que tudo

Que ainda não foi realizado já existe em forma de sonhos,

Lutamos porque é assim que transformamos sonhos em realidade.


JOSÉ NUNES PEREIRA

Deseja um Feliz Ano Novo aos leitores do blog Cidade de Marília

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

"As tietes do Roberto''...

Uma Banda chamada “As tietes do Roberto” chegou à cidade,

Pensei que fosse meia dúzia de senhoras

Com idade entre os cinqüenta e sessenta,

Mas não é nada disso, elas são meninas entre dezoito e vinte um anos.

“As tietes do Roberto” tocou no Casanova show...

Essas meninas foram para mim

Apenas uma imaginação erradas de quem são elas...

Tenho essas noites entre o natal e o réveillon,

Noites ornamentas de cores e luz de natal...

Num dessas noites ela vai chegar,

Não sei se teremos o que dizer um para o outro,

Talvez nos olhemos feito cachorros estranhos um para o outro

E continuaremos entre nossos amigos em conversas que varem a noite....

Talvez nada disso aconteça, talvez ela tenha se apaixonado,

Talvez alguém tenha tirado Gilda dessa vida...

Talvez ela tenha uma família e uma noite de natal entre filhos e esposo.

Há!... Asas podem ser atadas, mas asas são sempre asas

E ela não me engana... Num dia qualquer,

Num dia de fraqueza moral ela cairá na noite ou na vida...

Hermínio Vasconcelos

J.Nunez

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O amor dos homens maduros...

Foi de um olhar que tudo começou,

Como disse meu amigo e poeta Murilo Santiago:

"Um olhar não é só um olhar"

Depois eu disse que era amor,

Primeiro um olhar erótico e sutilmente lascivo,

O cheiro de seu corpo inebriante,

Me levou a pensar e a imaginar

Muito além da realidade,

Logo mais a sensação que desconhece conceitos de pecados...

E em seguida o pecado em si...

É assim que nasce o amor nos homens maduros...

O amor nos homens maduros não se esconde em romantismos,

O amor nos homens maduros é amor sexual...

Apesar de eles trazerem flores

E ornamentarem tudo com mentiras necessárias...

É assim que nasce o amor...

Esse é daqueles amores que não suporta falhas

Ou ejaculação precoce,

Ela não quis isso para outras noites de amor...

Abílio Santana

J.Nunez

domingo, 26 de dezembro de 2010

Poesia Esotérica Imparcialista

Dentro da noite dos voluptuosos


Quem eu deixei para ter tanta saudade...

De que lugar, de que terra distante eu parti...

Em que rua, em que noite eu me perdi,

Que saudade é essa; se tudo está no mesmo lugar,

E a monotonia cotidiana é a mesma...

É estranho!.... mas eu procuro por mim,

Mas como eu me deixo!?

Mas como eu me esqueço!?

Mas como é que eu sinto saudade de mim mesmo!?

Essa noite eu saio a minha procura

Como se procurasse um amigo dentro da noite dos lascivos...

Dentro dos sonhos e dos pesadelos

Dessa noite de sono desperto....

Eu me procuro essa noite,

Estou com muita saudade do meu ser,

E o que sou eu... se não um ponto de referência

Um ponto de partida para mim mesmo,

O que sou... se não uma síntese do que é humanidade...

Jonas Corrêa Martins
J.Nunez

Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA