Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sábado, 30 de abril de 2011

AS TENDÊNCIAS DA LITERATURA CONTEMPORÂNEAS
























TODAS AS TENDÊNCIAS DA LITERATURA CONTEMPORÂNEAS SÃO ENCONTRADAS NA LITERATURA IMPARCIALISTA E SEUS QUINZE POETAS IMPARCIALISTAS QUE FORMAM O MOVIMENTO LITERÁRIO IMPARCIALISMO. PESQUISE A LITERATURA IMPARCIALISTA NO BLOG:     http://literaturaimparcialista.blogspot.com


POEMA PARA O DIA DAS MÃES DE MARIDO PARA ESPOSA




Amor correspondido


POEMA PARA O DIA DAS MÃES DE MARIDO PARA ESPOSA

Amor correspondido 


Essa é a mulher da minha vida,
Essa mulher é a companheira para toda a vida,
Essa é a mulher que amo com toda a força do meu amor,
Essa é a mãe de meus filhos,
Por essa mulher tenho toda a simpatia e toda devoção
Que um homem pode ter por uma mulher...

Não vivemos amor de conto de fadas,
Vivemos o amor com todas as dores e alegrias da vida.
Não sonhamos o impossível
Mas desejamos a felicidade que todo mundo deseja...

Nosso amor não é perfeito, mesmo porque a perfeição
No amor é uma mentira; o que somos é pessoas incompletas
E por isso precisamos de nossa outra metade...

Nosso amor se aquece nos pequenos gestos de carinho e devoção,
Nosso amor se aquece em nossa amizade e admiração mútua,
Nosso amor se aquece com um beijo no meio da noite,
Nosso amor se aquece quando nossos corpos sobre a cama,
Suas mãos e seus pés me tocam nessas madrugadas de outono...
Nosso amor se aquece na essência de sermos homem e mulher...

Saturnino Queirós 
J.Nunez



Saturnino Queirós poeta do que é fundamental, poeta das horas extremas, da força e da persistência, poeta do essencial, do extremamente necessário e da luta. Sua linguagem sintetizada expressa a sua concentração no essencial, seu foco no que é primordial.
Ele é o reflexo da nova ordem mundial, de um tempo de escassez de recursos, de um tempo em que há uma luta individual e coletiva por um mundo melhor e uma necessidade de realização é extremamente básicos e essencial para nossas vidas. Esse poeta representa as virtudes essenciais do homem: coragem, fatalismo, força e honra.



quinta-feira, 28 de abril de 2011

As drogas, a prostituição, a depravação, o sexo e o lixo humano são temas para a poesia imparcialista.

Lixão humano


A poeira assentou sobre os móveis da casa,
Nossas rosas parecem ter medo de florir em nosso quintal.
O que chamamos de vida é este sol envergonhado
Entrando pela vidraça estilhaçada,
São essas teias de aranha deixando ares de desprezo,
Seu beijo sem a pureza de uma virgem,
Seu beijo sem a tentação de uma depravada,
Seus lábios frios de morte.

O comércio do corpo está à porta de nossa casa
Onde você também vende seu corpo para qualquer
Homem nojento, sujo de corpo e alma...
Nas caçambas de lixos mulheres sem coração deixam seus filhos
Que nunca saberão quem são seus pais,
São os nossos dias... são nossos lixos humanos..

Carros de rodas largas e pneus de corrida,
Chapinham as poças d água das ruelas escuras...
Dentro deles olhos gulosos procuram meninas na puberdade...
Pelos bares turistas sexuais compram tudo que não podem levar a casa,
São as ruelas, são os nossos dias...

Pelos cantos misturados ao lixo, drogados perdem a fome,
A sede, a dignidade humana, a alma e a existência...
São os nossos dias, são os nossos lixões humanos...

Abdias de Carvalho

J.Nunez

Abdias de Carvalho é um dos pseudônimos de J.Nunez esse é o poeta da estagnação, da poeira assentada, da falta de perspectiva, da baixeza moral, da atrofia, da revolta calada, do silêncio dos excluídos, da ruminação furiosa e secreta, da repugnação, da repetição angustiante, da falta de oportunidades, da linguagem repugnante, esse poeta representa o abandono, o deixar se onde está. Neste poeta não há incertezas, e sim eterna imobilidade.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Trabalho de pesquisa: Sociologia, literatura, filosofia, poesia, contexto histórico...

A literatura Imparcialista é uma grande possibilidade para que seus trabalhos escolares sejam inovadores e originais, pesquisa sobre esse novo Movimento Literário e seus quinze poetas imparcialista, entre em contato com o professor e poeta J.Nunez autor e criador da literatura Imparcialista e seus quinze poetas e obtenha materiais.

Pesquise:

http://literaturaimparcialista.blogspot.com

contato:

j.nunez@bol.com.br  

terça-feira, 26 de abril de 2011

POETAS E POESIAS CONTEMPORÂNEA NÃO MODERNISTA E NÃO PÓS- MODERNISTA


As poesias e os poetas contemporâneos não podem ser poetas e poesias que não possuem relação ou realizam a leitura desse tempo e dessa sociedade do prazer. O Movimento Literário Imparcialismo, busca realizar a literatura que é a leitura do homem contemporâneo, a literatura com a função de observar e criar a partir do contexto observado. Não somos modernista a muito tempo; somos talvez pós- modernistas, porém eu sou a poesia Imparcialista, O Movimento Imparcialista e a sociedade do prazer... O imparcialismo é aquela unidade da arte contemporânea que não ocorre no Pós- Modernismo.



Literatura Contemporânea

Desculpem a desvalorização do ser humano nessa e em muitas outras poesias e artigos Imparcialistas, porém a proposta desse movimento literário e realizar a leitura de nosso tempo e do ser humano de nosso tempo, e essa é a triste realidade O HOMEM CONTEMPORÂNEO. Nesse tempo em que os produtos de supermercado roubaram os valores humanos, e um produto de limpeza vale mais que um homem, um aparelho de televisão vale mais que uma esposa... Primeiro o capitalismo e o consumismo nos roubaram a vivencia holística do mundo agora tomou nosso lugar do mundo... e um produto qualquer possui nossos valores, nos sonhos, nossas vivencias, nossa religião etc
A Literatura contemporânea Imparcialista tem o propósito de realizar a leitura do homem contemporâneo e a leitura de seu tempo sem o distanciamento histórico. A literatura Imparcialista tem a sua base na observação do homem contemporâneo e do poeta Imparcialista em si mesmo. Essa característica dá a essa literatura uma atemporalidade na forma de criar, produzir, estudar, influenciar  e manifestar a arte. 


O IMPARCIALISMO: VOCÊ ESTÁ SENDO OBSERVADO.


J.Nunez

Poesia e leitura do homem moderno na sociedade do prazer...

Casal moderno


Não te mandei embora,

Jamais mandaria embora uma mulher que faz sexo

Sem pedir nada em troca

E sem cobrar pelo sexo gosto que fez.

Eu não quero solidão...

Eu não te mandei embora...

Eu só não quero sexo compromissado,

Sexo com água, luz, telefone, prestações, condomínio

E outras contas eventuais...

Eu quero sexo sem o peso insuportável da vida...

Eu te quero por muitas noites,

Porém sem comprometer minha liberdade,

Minhas amizades e meu sucesso...

Sexo sem essa de deixar herdeiros e continuidade,

Até mesmo porque não tenho nada para ser continuado,

Não tenho instinto de patriarca

E ainda ganho a vida apenas com um notebook em mão...

E o hotel oferece serviços:

Lava, passa, cozinha e ainda arruma minha cama...

Eu não quero filhos por enquanto,

Mas você já passou dos trinta e cinco,

E seu instinto de mãe pede um filho...

Eu o meu instinto de homem pede sexo sem compromisso,

Sexo por prazer... e vida pelo prazeres da vida...

Abílio Santana
J.Nunez

Desculpem a desvalorização do ser humano nessa e em muitas outras poesias e artigos Imparcialistas, porém a proposta desse movimento literário e realizar a leitura de nosso tempo e do ser humano de nosso tempo,  e essa é a triste realidade O HOMEM CONTEMPORÂNEO. Nesse tempo em que os produtos de supermercado roubaram os valores humanos, e um produto de limpeza vale mais que um homem, um aparelho de televisão vale mais que uma esposa... Primeiro o capitalismo e o consumismo nos roubaram a vivencia  holística do mundo agora tomou nosso lugar do mundo... e um produto qualquer possui nossos valores, nos sonhos, nossas vivencias, nossa religião etc
J.Nunez

Postagem em destaque

Fique por perto!

Volte logo, Não demore muito, Fique por perto! Eu te esperarei dentro e fora do tempo. Sua alma é nobre, Fique no sangue do meu sangu...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA