Pesquisar este blog

MOVIMENTO IMPARCIALISTA

MOVIMENTO IMPARCIALISTA
IMPARCIALISMO

sexta-feira, 25 de julho de 2014

É tudo a mesma coisa Eis o relativismo.

Personagem Ateu

Assisti um desenho
Em que havia um personagem ateu
Que desconfiava que seu criador não existia,
Mesmo ele estando ali desenhado. 

É tudo a mesma coisa
Eis o relativismo.

Meus pensamentos não são bem-vindos
Como não são bem-vindos os ratos na despensa.

Salomão Alcantra
J.Nunez 

Porque não somos mais modernos? contexto contemporâneo

RELATIVISTAS

Não somos modernos
Não somos pós modernos
Somos relativistas.

Começamos o relativismo social com as liberdades sexuais.

Somos relativistas,
Praticantes do nivelamento do relativismo em tudo...
Nada mais é profano,
Relativismo moral,
Nada mais é sagrado,
Insanidade social,
Bestialização global,
Crise de valores.

Relativismo na arte,
Relativismo na ciência,
Relativismo na filosofia,
Relativismo na religião,
Relativismo na sociedade,
Relativismo no individuo...

Relativismo para desvalorizar o que antes era valorizado;
Colocar o desvalorizado nivelado ao que antes era valorizado.
O segundo passo é valorizar o desvalorizado.
Relativismo arma de  combate.

Nada  mais é valorizado,
A não ser o produto e o serviço;
Somos  um objeto, um produto e um serviço,
Somente assim, monetariamente, podemos ser valorizados,
Igual aos jogadores de futebol.

Relativismo simpatizante das liberdade e da insanidade total.
Tudo é globalizado e nivelado,
Segundo juízo de valor e preconceitos norte americano.

A cultura que impera é a cultura do consumismo,
Tudo é reduzido a produto e serviço...
Fábrica de milagres religiosos,
Fábrica de milagres econômicos
Fabrica de crescimento continuo  e ilusório,
A economia não é jacaré que nunca para de crescer,
Apesar de se parecer muito com eles quando estão famintos,
Só quando estão famintos.

Esse é o tempo que é tudo a mesma coisa,
Sendo tudo a mesma coisa,
Logo,
Não há parâmetros e valores...
Apesar daquele que está no poder impor seu juízo de valores globalizados.

Octávio Guerra
J.Nunez  


quinta-feira, 24 de julho de 2014

A Poesia imparcialista de MURILO SANTIAGO

O Menino assustado

Arranquei pelos cabelos
O menino assustado.
Arranquei pelo baixo ventre
E fulminei o garotinho alarmado...

Matei o garoto que não aprendeu a dizer que se dane...
Matei sem piedade aquele menino bobo querendo sua aprovação.
Matei sem piedade aquele menino que se escondia,
Atrás da impressão de humildade,
O orgulho e a vaidade...
Matei aquele menino gestado por minha mãe...
E alimento por mim com todos os medos.

O menino esperava aprovações,
Porém, morria de medo se ser querido,
 E ter sua liberdade tolhida.

Esse menino foi morto em mim...   
Nasceu um homem no lugar do garotinho assustado;
Um homem elegante e corajoso diante da afronta...
Um homem que vê muito além dos momentos 
De aprovação, reprovação ou afrontas...
Para esse homem o que importa é o que está  além do tempo...

Murilo Santiago
J.Nunez



segunda-feira, 21 de julho de 2014

Valores da alma e do materialismo.

Coisas Sérias

Perdoe o meu riso com o canto direito da boca,
Esse meu ar de superioridade, menosprezo e deboche...
Não dá para evitar olhar assim
Quando me pedem mais afinco na vida,
Mais comprometimento com a causa,
Mais seriedade com os projetos,
Mais empenho, mais sonhos, mais metas...

Me desculpe o riso sutil,
É que estou acostumado a olhar para o mundo,
Para mim e para as pessoas de outra maneira...
Não vejo porque tanto angustia na vida...
Tanto sacrifício e tanta dor
Se a vida é aqui dentro de nós,
E lá fora tudo não passa de um sopro...

Me perdoe por brincar com os seus sentimentos
E suas coisas sérias...
Mas o olhar de superioridade e meu riso de desprezo
São quase inevitáveis...

Me desculpe a indelicadeza, mas é cômico olhar para a vida
E ver um sujeito atrapalhado tenta moldar sua barraca
No meu da chuva e do vento forte
Que leva tudo!  
As preocupações e “as coisas sérias” é esse vento!

Salomão Alcantra
J.Nunez


domingo, 20 de julho de 2014

Sociedade e casamento

Casamento moderníssimo

No casamento moderníssimo
Quem casa pode viver igual a solteiro;
Cada qual em sua casa,
E ainda podem descasar pela Rede Social...

Coisa de celebridade! 
Desvalorização da família,
Do ser humano, da estrutura e das virtudes...

Octávio Guerra
J.Nunez


Postagem em destaque

O Imparcialismo: O Ciclo de Saturno

O Imparcialismo que começou a ser escrito em 2006 E  revelado em 2008. Foi à leitura do fim de um período, Iniciado pós-guerras, tempos...

O Novo Contexto Para a Literatura Contemporânea

MOVIMENTO IMPARCIALISTA